24 de fevereiro de 2012

Coluna de Economia – Imposto de Renda





Hoje o blog conexão social trás um assunto muito comentado pela imprensa mas pouco informado entre as pessoas, que é o imposto de renda. Nesse sentido vamos utilizar como base os seguintes questionamentos: o que é imposto renda? E quem deve declarar o imposto de renda? Sou isento dessa declaração? Entre outras questões relacionadas no texto que segue. 

O que é Imposto de Renda?

O imposto sobre o rendimento, mais conhecido como Imposto de Renda (IR), incide sobre o percentual de renda obtida por cada um dos residentes de um país, ou seja, incide proporcionalmente ao ganho mensal ou anual de cada pessoa física e jurídica. Isto torna a forma de tributação mais igualitária, uma vez que cada um paga o valor proporcional ao que ganha. Quem ganha mais, paga mais. 



No Brasil, o imposto é cobrado mensal ou anualmente, dependendo de qual o ganho que estará sendo tributado, e deve ser informado para conferência da Receita Federal no ano seguinte, através da Declaração Anual. 

Quem deve declarar o Imposto de Renda?

A correção da tabela da Declaração do Imposto de Renda 2012 já foi anunciada oficialmente pelo governo, sendo que os anos 2011, 2012, 2013 e 2014 estão devidamente alterados de acordo com as taxas impostas por Dilma, isso porque em 2014 será o último ano do mandato da presidenta. Com essas alterações temos então as seguintes situações que podem se isentar da declaração do IRPF: 

• Ano-base 2011: Quem recebeu até R$ 1637,11 mensalmente
• Ano-base 2012: Quem recebeu até R$ 1710,78 mensalmente
• Ano-base 2013: Quem recebeu até R$ 1787,77 mensalmente 

Com esses aumentos nos valores dos salários mensais para não declararem o Imposto de Renda 2012, segundo o governo, o país deixará de arrecadar cerca de R$ 1,6 bilhão neste ano. Acima dos rendimentos informados anteriormente, quem não cumprir com a lei terá que pagar uma multa a partir de R$ 165,74. A alíquota do IRPF 2012 varia de 7,5% a 27,5%, dependendo dos ganhos recebidos. Para simplificar essa parte, veja a tabela abaixo com a faixa salarial, alíquota e valores das parcelas:



Uma das queixas dos contribuintes brasileiros quando estão para declarar o Imposto de Renda de 2012, são os documentos e informações como CPF ou CNPJ das empresas e outros serviços que devem separar do ano-base todo, ou seja, o que a pessoa gastou nos 12 meses do ano passado. Por esse e outros motivos, uma dica dos especialistas é que os brasileiros já estejam com todas as documentações em mãos para que a partir do dia 1º de março de 2012 a declaração do IRPF já seja feita, essa atitude pode acabar beneficiando esses contribuintes, pois, poderão receber descontos e liberações de restituições mais rápidas. 

Agora com essas informações em “mãos”, você leitor não deixe de atualizar e declarar o seu Imposto de Renda do ano de 2012, tudo para evitar que seja pego na famosa Malha Fina do “Leãozinho”. 

Não deixe de opinar sobre esse assunto utilizando a seção Comentário no final desta página ou através de ícones das Redes Sociais, caso queira compartilhar o artigo para seus amigos. 

E para maiores informações acesse o site “Imposto de renda” e esclareça suas dúvidas. 

Gostou? Compartilhe nas redes sociais, abaixo de cada post temos botões para compartilhar nas principais redes sociais: twitter, orkut, google +,facebook e para enviar por email. E na página individual dos posts têm o botão curtir, indique para seus amigos.

Referencias

Web da hora: www.webdahora.com

Blog da ativa: http://blog.invistaativa.com.br

Por: Huston Andrade

3 comentários:

  1. Muito bom caro Huston. ouvimos tanto falar em imposto de renda,mas falta um pouco mais de informação, na maioria das vezes.
    Muito esclarecedor. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de saber o valor a reduzir p/ cada dependente

    ResponderExcluir
  3. Caro colega, agradecemos sua participação em nosso blog e seu interesse no assunto. E para esclarecer sua dúvida envio o link para a tabela de dedução de dependentes (http://www.receita.fazenda.gov.br/aliquotas/tabdependentes.htm), assim como maiores explicações sobre quem é dependente ou não (http://www.receita.fazenda.gov.br/pessoafisica/irpf/2006/perguntas/DeducoesDependentes.htm).
    Espero ter ajudado e continue tirando dúvidas, comentando nossas postagens ou até mesmo enviando críticas, sugestões ou elogios.
    E mais uma vez muito obrigado pela participação, e se continuar a dúvida ou houver outra pode nos procurar que estaremos dispostos a ajudar.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário